#movimentosdocinema

Instagram photos and videos

#cinema#movimentosdocinema#historiadocinema#aic#aicinema#cinefilo#tbt#escoladecinema#cursodecinema#artigos#anos60#glauberrocha#cinemanovo#cinemasovietico#cineolho#cinemarusso#cinemadinamarques#dinamarca#dogma95#academiainternacionaldecinema#revolucaorussa#DzigaVertov#Vertov#gilrpower#1995#ElizavetaSvilova

Hashtags #movimentosdocinema for Instagram

O Expressionismo faz parte de diversos movimentos artísticos e tem como essência o representar da subjetividade. Na história do cinema ele se apresenta como o Expressionismo Alemão, que ganhou força na Alemanha, onde bebeu dos sentimentos de impotência e falta de perspectiva vindos com o final da Primeira Guerra Mundial.

O movimento não buscava um visual estético exatamente agradável. A intenção era de representar o real de maneira abstrata por meio do escuro, das sombras, formas distorcidas, alto contraste e até mesmo movimentos de câmera que pretendiam passar ao espectador sensação de mal estar. Na tela, via-se representado tudo o que estava guardado no interior dos alemães naquele momento. Com todos os elementos somados, criava-se uma atmosfera de pesadelo.

Alguns aspectos de movimento de câmera e iluminação também eram particulares; como quando usados para enfatizar o horror, desespero e medo. Algumas dessas técnicas serviram de referência para o cinema de Hollywood. As atuações caricatas e “teatrais” complementam a estética visual.

A matéria completa sobre o Expressionismo Alemão pode ser lida na íntegra em nosso blog! Acesse institutodecinema.com.br/mais
.
.
#expressionismo #expressionismoalemao #expressionism #cinema #movimentosdocinema #bloginc #materia #curiosidades #caligari #filmes


3

Traduz-se Nouvelle Vague, ao pé da letra, como “Nova Onda”. O termo foi adotado por Françoise Giroud na revista L’Express, em 1958, ao se referir aos novos artistas que surgiam no cinema naquela época. Jovens cinéfilos e politizados que se colocavam contra o cinema comercial, sobretudo o hollywoodiano que se consagrava cada vez mais pelos grandes estúdios.

Alexandre Astruc e André Bazin foram influências para os jovens críticos que formavam o grupo da mais importante revista de crítica cinematográfica, Cahiers du Cinéma, fundada por Bazin. O chamado “cinema de autor”, representado por filmes intimistas e de baixo orçamento que reconheciam o diretor como autor da obra, seria a oposição concreta ao cinema comercial. Os filmes eram feitos pelos jovens críticos que desejavam ir além e colocar em prática suas ideias.

Em 1954, François Truffaut, que mais tarde viria a ser um dos mais importantes diretores do movimento, escreve um artigo chamado “Uma Certa Tendência do Cinema Francês”, para a Cahiers du Cinéma, onde foi expressa a essência dos jovens que defendiam um cinema mais autoral e verdadeiro, com locações reais (como as ruas de Paris), histórias que expressassem sentimentos verdadeiros e situações de cunho social.

Confira a matéria na íntegra sobre a Nouvelle Vague em nossos blog.
.
.
#nouvellevague #cahiersducinema #godard #truffaut #varda #frenchnewwave #cinema #movimentosdocinema #historiadocinema #filmesfranceses


4

Tomando como base o Dogma 95 - movimento cinematográfico criado pelos diretores dinamarqueses Lars von Trier e Thomas Vinterberg, um grupo de cineastas negros – em especial, paulistas – resolveu criar seu próprio movimento, intitulado Dogma Feijoada. 🎥 Esse manifesto apareceu pela primeira vez em 2000, no 11º Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo. Seu propósito era colocar em foco o trabalho dos cineastas negros brasileiros. 🎥 “No melhor sentido tropicalista, o movimento procurava canibalizar o Dogma europeu. Se este primava pela austeridade e sisudez, aquele remetia à maleabilidade e plasticidade, significando a própria inversão de qualquer sistema rígido. Afinal, nada menos dogmático do que a feijoada, considerada um prato típico da culinária brasileira, que amalgama ingredientes de diferentes tradições culturais”, explica Lucilene Pizoquero, pesquisadora do Cinema Brasileiro e professora da Academia Internacional de Cinema.
🎥 O manifesto escrito pelo cineasta Jeferson De (foto), indicava 7 fundamentos para o cinema negro:
1. O filme tem de ser dirigido por realizador negro brasileiro;
2. O protagonista deve ser negro;
3. A temática do filme tem de estar relacionada com a cultura negra brasileira;
4. O filme tem de ter um cronograma exequível. Filmes-urgentes;
5. Personagens estereotipados negros (ou não) estão proibidos;
6. O roteiro deverá privilegiar o negro comum brasileiro;
7. Super-heróis ou bandidos deverão ser evitados.
.
🎥 Saiba mais lendo o artigo da série de Movimentos do Cinema no site da AIC. O link está no primeiro comentário. .
.
#aic #aicinema #academiainternacionaldecinema #artigos #historiadocinema #movimentosdocinema #dogma95 #cinema #dinamarca #cinemadinamarques #cinemanacional #brasil #dogmafeijoada


3

Ainda em clima de #tbt....
Em 1995, os diretores dinamarqueses Lars von Trier e Thomas Vinterberg começaram um movimento chamado DOGMA 95. 🎥 Juntos, eles criaram o “Manifesto Dogma 95” e o “Voto de Castidade”, estabelecendo algumas regras para o fazer cinematográfico, baseadas em valores tradicionais – como história, atuação e tema, desprezando o uso de efeitos especiais elaborados ou de recursos tecnológicos. 🎥 Foi uma forma de colocar novamente o poder nas mãos do diretor, como artista, ao invés de simplesmente dar aos estúdios a autonomia sobre a criação dos filmes.
🎥 Saiba mais sobre o que foi o movimento cinematográfico, suas principais características estéticas, filmes e cineastas mais importantes lendo mais um artigo da série de Movimentos do Cinema no site da AIC. O link está no primeiro comentário. .
Foto: Cena do filme “Os Idiotas” (Idioterne), de 1998, dirigido por Lars von Trier – este foi o segundo filme do movimento.
.
#aic #aicinema #academiainternacionaldecinema #artigos #historiadocinema #movimentosdocinema #dogma95 #cinema #dinamarca #cinemadinamarques #larsvontrier #osidiotas #idioterne #ThomasVinterberg #1995 #tbt


2

Sabia que as mulheres cineastas marcaram época durante e pós o Construtivismo Russo? 🎥 Elizaveta Svilova (esposa de Dziga Vertov, na foto com ele) foi a primeira pessoa a registrar um filme/documentário das pessoas liberadas do campo de concentração nazista.
🎥 A atriz Yuliya Solntseva foi a primeira mulher a ganhar o prêmio de direção em Cannes, por "Chronicle of Flaming Years", em 1961.
🎥 Esfir Shub (também conhecida como Esther Shub), foi pioneira dos filmes de compilação no documentário, como "A Queda da Dinastia dos Romanov".
🎥 Larisa Shepitko realizou uma das obras-primas mais aclamadas da história do cinema, "Wings" (1966), sobre uma das mulheres mais famosas a pilotar aviões de guerra na União Soviética.
🎥 Kira Muratova, diretora que nasceu na Moldávia (que fazia parte da União Soviética até 1991) e realizou seus filmes na Ucrânia (também parte da URSS até 1991), entre eles obras premiadas como "Síndrome Astênica".
🎥 Para saber mais sobre o Cinema Soviético, leia o artigo em nosso site. 😉 .
#aic #aicinema #escoladecinema #cursodecinema #cinefilo #cinema #historiadocinema #cinemasovietico #cineolho #cinemarusso #revolucaorussa #movimentosdocinema #DzigaVertov #Vertov #artigos #ElizavetaSvilova #mulheres #mulherescineastas #construtivismorusso #gilrpower


1

“Eu sou um olho. Eu sou um olho mecânico. Eu, uma máquina, estou mostrando a você um mundo que apenas eu posso ver.” – Dziga Vertov
🎥 Essa foi uma das principais teorias que embasaram o Cinema Soviético - que nasceu como uma ferramenta de politização na URSS, inclusive com subsídios do governo, sendo utilizado não apenas como arte, mas também como exercício da cultura para a educação. 🎥 Saiu mais um artigo da série da AIC sobre os Movimentos Históricos do Cinema.
🎥 Para saber mais sobre esse movimento cinematográfico, suas teorias e influências no cinema contemporâneo, leia o artigo que publicamos em nosso site com o título Cinema Soviético. 😉 .
#aic #aicinema #escoladecinema #cursodecinema #cinefilo #cinema #historiadocinema #cinemasovietico #cineolho #cinemarusso #revolucaorussa #movimentosdocinema #DzigaVertov #Vertov #artigos


6

O Cinema Novo foi, sobretudo, um movimento de guerrilha e resistência, ideias muito claros na carreira do cineasta baiano Glauber Rocha. Hoje, dia de #tbt, nada mais justo que relembrar de uma declaração sua sobre a continuidade de seus ideais:
🎥 “Onde houver um cineasta disposto a filmar a verdade, e a enfrentar os padrões hipócritas e policialescos da censura intelectual, aí haverá um germe vivo do Cinema Novo. Onde houver um cineasta disposto a enfrentar o comercialismo, a exploração, a pornografia, o tecnicismo, aí haverá um germe do Cinema Novo. Onde houver um cineasta, de qualquer idade ou de qualquer procedência, pronto a pôr seu cinema e sua profissão a serviço das causas importantes de seu tempo, aí haverá um germe do Cinema Novo.”
.
🎥 Para saber mais sobre o movimento do Cinema Novo, suas principais características estéticas, filmes e cineastas mais importantes e suas influências para o cinema contemporâneo, leia o artigo que publicamos em nosso site com o título Cinema Novo.😉
.
#aic #aicinema #escoladecinema #cursodecinema #cinefilo #cinema #historiadocinema #anos60 #cinemanovo #glauberrocha #movimentosdocinema


11

Nos anos 1960 nasceu em terras tupiniquins um movimento que está entre os mais inovadores, instigantes e revolucionários da história cinematográfica mundial: o Cinema Novo.
🎥 Fortemente influenciado pelo Neorrealismo italiano e pela Nouvelle Vague francesa, atingiu seu auge após o golpe militar de 1964 e foi marcado pelo descontentamento de um grupo de cineastas com as questões políticas e sociais do país.
🎬Cena de "Deus e o Diabo na Terra do Sol" (1964), uma das obras-primas do cineasta baiano Glauber Rocha, que serviu como inspiração para a escrita do Manifesto Estética da Fome, marcando a Primeira Fase do Cinema Novo.
🎥 Para saber mais sobre o Cinema Novo, suas principais características estéticas, filmes e cineastas mais importantes e suas influências para o cinema contemporâneo, leia o artigo que publicamos em nosso site com o título Cinema Novo.😉
.
#aic #aicinema #escoladecinema #cursodecinema #cinefilo #cinema #historiadocinema #anos60 #cinemanovo #glauberrocha #movimentosdocinema


5

"Terra em Transe", filme do diretor baiano Glauber Rocha, completou 51 anos do seu lançamento e continua atual: uma representação das diversas formas de se governar no Brasil. Já que hoje é dia oficial do #tbt, relembremos desse clássico do Cinema Novo, movimento que surgiu nos anos 60 por um grupo de jovens cineastas, sedentos de mudança, cujo lema era “uma câmera na mão e uma ideia na cabeça”.
🎥 O Cinema Novo atacava o industrialismo cultural e a alienação das populares chanchadas, e buscava uma arte engajada, movida pelas preocupações sociais e enraizada na cultura brasileira. 🎥 Glauber Rocha foi muito feliz em transformar a observação daquele contexto político em uma obra cinematográfica primorosa. Resistente ao tempo e críticas, ela pode ser considerada alicerce do Cinema Novo, influenciando artistas importantes como Caetano Veloso e o movimento tropicalista.
.
Assista o filme e comente aqui o que você achou. 😉
.
Para saber mais sobre o movimento, leia o artigo que publicamos em nosso site, com o tema Cinema Novo. 😉
.
#aic #aicinema #escoladecinema #historiadocinema #cinefilo #cinema #anos60 #cinemanovo #glauberrocha #terraemtranse #tbt #nostalgia #retro #movimentosdocinema


10

The end of the page