#viradacomunicacao

Instagram photos and videos

#viradacomunicacao#redejornalistasdasperiferias#grajau#abanca#periferia#ideias#conhecimento#quebrandobarreiras#desenrolaenãomeenrola#domoimobiliaria#lambespoeticos#comunicacaoperiferica#sesc#educaco#perifatividade#educacaopopular#educacaoparaliberdade#sescsaojosedoscampos#midiaalterntiva#culturapopular

Hashtags #viradacomunicacao for Instagram

by @viradacomunicacao

Mais um projeto desenvolvido para a Domo Imobiliária. Troféus para a equipe campeã de vendas de imóveis em São Luís. #viradacomunicacao #design #domoimobiliaria


5

by @roberto_krust

_Um registro com a Dona Maria Vilani mulher forte suas idéias e falas foram essenciais para abrir ainda mais nossas mentes!! Obrigado.

#viradacomunicacao #ideias #grajau #arte #periferia #poesia #conhecimento

Centro Cultural Grajaú
3

by @roberto_krust

_Unidos pela comunicação!! Eu e a @lilith_ta_78 participando da Virada Comunicação, um dia muito bom de muitas conversas, idéias e conhecimento**
#viradacomunicacao #grajau #comunica #periferia #ideias #conhecimento

Centro Cultural Grajaú
2

by @juanitocruz

.
Meu olhar
Minha diversão
O melhor encontro no caminho
O full frame da minha câmera fotográfica
.
Reticências...
.
#tbt #viradacomunicacao
#falapreta #grajauex

Centro Cultural Grajaú
7

by @perifatividade

SINERGIAS ENTRE EDUCAÇÃO E CULTURA "Existe uma complicação nessa abordagem da cultura como, simplesmente, entretenimento", puxou Alexandre Barbosa, morador de Cidade Ademar e professor da Unifesp. "Essa lógica elimina a dimensão do direito à cultura, tira toda a funcão política do fazer cultural, de reflexão crítica sobre o que se produz e consome", refletiu.

A professora Solange Amorim, da Emef Dr. Sócrates Brasileiro, concorda e vai além: traz pra roda a escola como um dos agentes que, justamente, alimenta o distanciamento entre a educação e a cultura. "Da forma como está organizada hoje, a estrutura que temos nas mãos nos deixa distantes dos saberes locais, das memórias do bairro. O que a gente produz de conhecimento não reconhece ou valoriza a cultura local como deveria", explica Solange.

Na costura de tudo, Ana Fonseca do Coletivo Perifatividade buscou uma reflexão que, primeiramente, nos fizesse observar que sistematicamente os meios de comunicação tem educado a nós e ao mundo. "É todo dia, a todo momento. Todos os programas, nos mais pequenos detalhes, estão contando uma história. E essa historia tem valores de mundo. A educação acontece ali, acontece o tempo todo e precisamos saber disso". Para a educadora, além da periocididade, diaria no caso dos jornais, existe o agravante do alcance. "Uma televisão fala com muita gente", finaliza.

Rolando agora na Virada Comunicação 2017, com texto de Tony Marlon e foto de Semayat Oliveira.

#ViradaComunicacao
#RedeJornalistasDasPeriferias

Grajaú
0

by @radiomixtura

Queremos agradecer a #ViradaComunicacao pelo evento maravilhoso e pela oportunidade de permitir a nossa transmissão ao de algumas mesas e o show final! Luz


0

by @somnapracaoficial

Palestra de Educomunicacão e Direito á Comunicação com Aline Rodrigues Periferia em Movimento Mariana Pita Coletivo Intervozes e Ronaldo Matos Coletivo Desenrola e Não me Enrole! Palestra Como o território são afetados pela concentração? Como isso colabora com a segregação?Como a Educomunicacão e o Direito á Comunicação se relacionam?
#viradacomunicacao
#viradacomunicacao2017
#desenrolaenãomeenrola
#capaonews
#intervozes
#periferiaemmovimento
#familiatdh
#somnapraca

Centro Cultural Grajaú
1

by @mt.estela

Essa é uma ótima época pra se estar vivo. Eu estou bem. Tô na luta. Estou com os meus.
#viradacomunicacao

Extremo Sul - SP
0

by @elisa_cesposito

Para finalizar a Virada, Veja Luz. Só positividade #ViradaComunicacao #RedeJornalistasDasPeriferias

Centro Cultural Grajaú
0

by @radiomixtura

Finalizando a #ViradaComunicacao linda mente com a @vejaluzoficial estamos ao vivo escute compartilhe www.radiomixtura.com.br

Centro Cultural Grajaú
0

by @casanomeiodomundo

Virada comunicação
Banda Veja Luz
#viradacomunicacao


0

by @elisa_cesposito

"Precisamos usar o conhecimento que só quem nasce na periferia possui. É preciso exercer esse protagonismo para sobreviver" - Gustavo Soares

Mesa de encerramento: como viabilizar a comunicação alternativa e de periferia ?

Para debater essa questão, jornalistas de peso: Juca Guimarães (R7), Gisele Alexandre (Capão News) e Gustavo Soares (Periferia Invisível). #ViradaComunicacao #RedeJornalistasDasPeriferias

Centro Cultural Grajaú
0

by @elisa_cesposito

Na quebrada ou na universidade, o que a Unesp uniu ninguém separa 👊 #ViradaComunicacao #RedeJornalistasDasPeriferias #UnespBauru

Centro Cultural Grajaú
1

by @radiomixtura

Estamos no ar! #ViradaComunicacao mesa
Comunicação e como viver dela www.radiomixtura.com.br
Painel de Encerramento: 
Participantes: Juca Guimarães (R7), Gisele Alexandre (Capão News) e Gustavo Soares (Periferia Invisível). Mediação: Simone Freire e Ronaldo Matos


0

by @elisa_cesposito

Visibilidade e ativismo das questões de gênero. "O outro lado que tem que ouvir, porque a gente sabe o que a gente sofre, todos os dias." - Fernanda Gomes, do Coletivo Fala Guerreira, sobre população lésbica. "Falar de masculinidade é tirar o conforto dos privilegiados, especialmente do homem branco" - Rafael Cristiano, do Núcleo Pele. "Trazer a discussão da Transsexualidade para a periferia é fazer com que as e os trans existam em qualquer lugar e não só no centro" - Bruno César, do Periferia Trans.

Mesa Questões de gênero e sexualidade: influência do feminismo, masculino e na população LGBT #ViradaComunicacao #RedeJornalistasDasPeriferias

Centro Cultural Grajaú
0

by @radiomixtura

Estamos no ar! #ViradaComunicacao mesa
Questões de gênero e sexualidade - Influência no feminino, no masculino e na população LGBT www.radiomixtura.com.br
Participantes: Bruno César (Periferia Trans), Fernanda Gomes, Jennyfer Nascimento (coletiva Fala Guerreira) e Rafael Cristiano (Núcleo Pele)
Meidação: Myara Penina
Existe um machismo periférico? Como a comunicação se relaciona com essa questão? Em um contexto onde a discussão ganhou mais força e visibilidade, e ativistas e movimentos conquistaram algumas das muitas disputas relacionadas à igualdade de gênero, é possível pensar em um recorte de território? Apesar de alguns avanços, dados apontam para condições ainda alarmantes. Mulheres negras são, na base da pirâmide, as que recebem os menores salários, 40% menos que homens brancos. E são, nos bairros periféricos, as responsáveis pela maioria dos lares; das famílias que habitam domicílios urbanos em favelas, 26% são liderados por elas. Mulheres negras são também as principais vítimas de violência doméstica e feminicídio. E Parelheiros, Perus e Itaim Paulista são os distritos com mais altos índices de casos na cidade de São Paulo. No Brasil, a cada 25 horas uma pessoa LGBT é morta. Segundo o Censo 2010, a maioria dos casais homossexuais vivem nos distritos periféricos, sendo a Brasilândia, na zona norte, o local onde residem mais casais, seguido de Cidade Ademar e Cidade Tiradentes. Como se dá as relações familiares e construções de identidade nesses espaços? Os jovens negros e periféricos são as principais vítimas de mortes violentas na cidade, sobretudo por policiais. Qual a postura esperada pelos homens na periferia? Quais são as perspectivas e alternativas para eles? Discutir as questões de gênero com um recorte de território se faz importante para entender as dinâmicas sociais em que vivemos. Para isso, a comunicação precisa ser uma aliada na construção de relações pessoais, sociais, profissionais, econômicas mais justas e igualitárias, contemplando a diversidade e o respeito a todas as formas de existência humana.

Centro Cultural Grajaú
0

by @elisa_cesposito

Genocídio tem CEP, raça e classe social. Atinge a população preta, pobre e periférica. Qual o papel do comunicador : reforçar esteriótipos ou combatê-los? Deixo essa reflexão estendida para todos profissionais e grupos sociais: o que você está fazendo para combater o preconceito nosso de cada dia?

Mesa Genocídio e Segurança Pública, com Francilene Gomes (Movimento Mães de Maio), Nathália Oliveira (Iniciativa Negra por uma Nova Política de Drogas) e Kaique Dalapola (Ponte Jornalismo). Mediação de Pedro Borges (Alma Preta). #ViradaComunicacao #RedeJornalistasDasPeriferias

Centro Cultural Grajaú
0

by @radiomixtura

Estamos no ar! #ViradaComunicacao mesa
Cultura e Educação https://www.radiomixtura.com.br
Participantes: Alexandre Barbosa Pereira ( Doutor em Antropologia Social pela USP), Ana Fonseca (coletivo Perifatividade – Fundão do Ipiranga) e Solange (EMEF Sócrates Brasileiro – Campo Limpo). Mediação: Gisele Alexandre (coletivo @Capão News)

Cultura e Educação são direitos garantidos pela Constituição Brasileira. É dever do Estado promover o acesso e incentivar o exercício pleno desse direito. Será? O sucateamento das escolas, a falta de vagas e as péssimas condições de trabalho dos professores da rede pública de ensino ainda fazem parte da realidade das periferias. Na contramão desse sistema falido, algumas escolas e profissionais de educação criam estratégias para romper a bolha, aplicando metodologias que fogem à regra para levar conhecimento aos moradores que estão às margens. Na mesma direção, a Cultura produzida de forma autônoma pelos coletivos periféricos estimula o protagonismo local, empodera as comunidades e constrói alternativas criativas que estimulam a visão permitindo que novas perspectivas sejam criadas. Como a comunicação periférica pode contribuir e potencializar esses novos movimentos que muitas vezes ficam ilhados dentro de seus territórios e deixam de serem partilhados pela mídia convencional?


0

by @radiomixtura

Já estamos na área! Vamos transmitir ao vivo a #ViradaComunicacao tema Educação e Cultura www.radiomixtura.com.br

Centro Cultural Grajaú
0

by @luisa.ncoelho

Baião de dois vegano, na Virada Comunicação. Custou 5 marginais, dinheiro do autogestionado Banco da Margem. Economia solidária arrasadora! <3
#govegan #vegano #viradacomunicacao

Centro Cultural Grajaú
0

by @perifatividade

E hoje a agenda perifativa tá a milhão!!!
Em São José dos Campos, estaremos realizando a primeira das oficinas de lambe poético "A Palavra que Ocupa", no #sescsaojosedoscampos
Já no Espaço Cultural Grajaú, a perifativa @anarodfonseca participa da #viradacomunicacao, realizada pela @redejornalistasdas na mesa sobre Comunicação, Educação e Cultura!
Onde é mais perto para você? Só encostar gente!
#PERIFATIVIDADE #sesc #sescsp #sescsjc #lambelambe #lambespoeticos #redejornalistasdasperiferias #midiaalterntiva #comunicacaoperiferica #educaco #educacaoparaliberdade #educacaopopular #culturapopular


0

by @nosmulheresdaperiferia

Sim, a comunicação que a gente acredita está nas mãos desse pequeno fazendo a cobertura da #viradacomunicacao. Nós por nós #reporterdaperiferia #rededejornalistasdasperiferias

Centro Cultural Grajaú
0

by @nosmulheresdaperiferia

Já tá rolando a #viradacomunicacao no Grajaú ❤️ Acompanhe as mesas ao vivo pela página da Rede de Jornalistas das Periferias no Facebook.

Centro Cultural Grajaú
0

by @elisa_cesposito

Jornalismo não tem cor, classe, gênero...e idade (ou pelo menos não deveria ter). Quebrar as barreiras é preciso.
Mesa de abertura: Notícia com CEP, com Binho (Sarau do Binho) e Maria Vilani (Centro de Arte e Promoção Social Grajaú). Mediação de Gisele Brito (Rede Jornalistas das Periferias) e Tony Marlon (coletivo Historiorama). #ViradaComunicacao #RedeJornalistasDasPeriferias

Centro Cultural Grajaú
2

by @abancajovem

Começando Virada da Comunicação👊🏿 O Grajaú fazendo a revolução! #abanca#quebrandobarreiras #viradacomunicacao

Centro Cultural Grajaú
1

by @desenrola_

É Hoje! O Desenrola E Não Me Enrola é um dos 13 coletivos que compõem a Rede Jornalistas da Periferias, que está organizando a Virada Comunicação. O evento acontece hoje, a partir das 9h no Grajaú #desenrolaenãomeenrola #viradacomunicacao


0